domingo, 6 de março de 2011

Cuidados para Cabelos Mistos

[Foto: Recebida por e-mail]

Pessoalmente sou superfã do meu cabelo. Ele é ondulado, com ondas lindas e naturais. Mas como tudo na vida ele também tem um mas... Ele é misto, oleoso na raiz e seco nas pontos. Problema agravado por ele ser longo (antes era longuíssimo). Para piorar eu sou alvo constante de seborréia, pois estresse, ansiedade e qualquer descontrole emocional libera algum alerta estranhíssimo no meu corpo para me deixar com uma farofa branca no cabelo. Então os cuidados são constantes e importantíssimos para minhas medeixas não estragarem toda a produção. Então vamos lá:

  1. Lavar os cabelos com Shampoo específico. Um dia sim, um dia não, no máximo. Como a oleosidade se concentra nas raízes do cabelo, elas merecem uma atenção especial na hora da lavagem. Esfregar bem as raízes com os dedos (nunca as unhas!) além de limpar, massageia o couro cabeludo estimulando a circulação sanguínea no local. Utilizar produtos adstringentes melhoram ainda mais os resultados, pois purificam mais profundamente. Eu uso a Linha Fitoqueratina+Cereja do O Boticário.
  2. Condicionador só do ombro para baixo. Essa foi a dica do meu cabeleireiro. E foi justamente essa dica que alterou meu relacionamento de ódio com meu cabelo, e se tornou amor ao meu cabelo. Hidratá-lo apenas do ombro para baixo equilibra o cabelo, pois não pesa a raiz e hidrata as pontas, que sofrem com a secura Saariana que afetam elas. Essa mesma dica vale para o Leav-in (para quem usa).
  3. Fujir de água quente. Ela estimula a glandulas sebáceas, responsáveis pela produção do sebo (gordura). Essa dica também vale para pele oleosa.
  4. Beleza vem de dentro. É, já tinha falado isso nos cuidados com as unhas, mas como unhas e cabelos são extremamente parecidos vou repetir. Nossos hábitos alimentares de hoje refletirão em nossas unhas e cabelos daqui a alguns meses. Então se, do nada, nossas unhas começam a lascar, ou ficam enfraquecidas, e os cabelos ficam muito frágeis e quebradiços, saiba que o problema pode ter sido uma péssima alimentaçao alguns meses atrás. E não há remédio que salve, pois o estrago já foi feito há muito tempo. Portanto vamos manter uma alimentação balanceada, com pratinho colorido (tudo de bom) e não esqueçendo as sementes, que são super amigas das unhas, assim como ovos (clara e gema, e nunca fritos).
  5. Evitar agressões quimícas e físicas. Quanto mais química mais frágeis serão os cabelos. O mesmo vale para as alteraçoes físicas como alisar, enrolar, através de chapinhas, escovas, baby liss e cia. Hoje em dia é quase impossível seguir mas, temos que buscar aceitar nossos cabelos, evitando um excesso de agressões. Eu por exemplo era adepta da escova inteligente. E por mais inteligente que ela seja, ainda assim ela fragilizava meus cabelos, abre as escama, ou seja, agride meu cabelo, pois altera a estrutura natural dele. Mas se você acrescentar à lista pintura, escova e chapinha, o resultado será muito pior e os cuidados deverão ser maiores. Além disso é sempre bom refletir e buscar otimizar o que será feito no cabelo. Por exemplo, uma escova inteligente pode ser o fim da escova e chapinha. Um bom corte pode ser motivo para se apaixonar pelo seu cabelo. Meu cabeleireiro fez um corte da última vez que fui nele, que simplesmente me fez dispensar a escova inteligente e, desde então, nem isso faço mais nas minhas medeixas. Uma dica é deixar a escova e chapinha para a balada e deixas as medeixas naturais no dia-a-dia.
  6. Hidratar. As pontas precisam ter a hidratação restaurada, já que a oleosidade natural e protetora da raiz não chega até elas.
  7. Penteie com os dedos antes de utilizar a escova e "100 escovadas antes de dormir". Para evitar que meu cabelo quebre tenho o hábito de desembará-lo primeiro com os dedos mesmo, principalmente o comprimento e só depois utilizar a escova. Além disso eu procuro pentear meu cabelo antes de dormir e pela manhã apenas ajeito. O motivo é que minha dermatologista explicou que a escovação da raiz do cabelo auxilia na circulação sanguínea do couro cabeludo, o que faz bem para a raiz do cabelo. Além disso um benefício desse hábito é que se escovar o cabelo a noite, pela manhã ele não está embraçado, mas ajeitadinho. Rs. Sem aquele frizz típico de quando se escova o cabelo.

Repito algumas dicas que já havia falado aqui, pois elas valem para os cabelos e tudo mais no nosso corpo:

Quanto aos nossos hábitos seguem dicas extras:
  1. Tome muita água, pois quando a pele fica desidratada ela pode produzir mais oleosidade como forma de compensação. Além disso nunca devemos esquecer que a hidratação vem de denro para fora, e de nada adianta usar cremes excelentes e não beber água para hidratar a pele.
  2. Regule o intestino. Pois intestino regulado = pele saudável. Portanto coma muitas verduras, frutas, carnes leves, fibras, pratique um exercício (eu caminho diariamente 1h). E fuja de alimentos gordurosos pois eles dificultam a digestão = intestino desregulado = pele com problemas.
  3. Consulte regularmente o dermatologista, o ginecologista e o endocrinologista. Pois excesso de oleosidade pode estar ligado a fatores diversos como problemas hormonais. E lembrando que qualquer problema de saúde aparece na pele, portanto cuidar da saúde é garantia de pele saudável.
  4. Seja feliz. Sim, pessoas felizes tem peles mais bonitas. Então divirta-se, faça sexo, beije muito, de e receba carinho. Sorria. Felicidade, calma e paz de espírito são melhores do que qualquer maquiagem, pois nos deixam iluminadas.

2 comentários:

Emily Blyza disse...

Nossa que blog mais lindo, estou inlove coms eu blog, bjs , já seguindo, dá uma passada lá no http://divaspinup.blogspot.com estou te esperando bjs

June disse...

Já passei e te adicionei à lista de Blogs! Lindo e cheio de informação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...